Videos Recentes

Estado Investe 83 Milhões na Carris Metropolitana Actualidade

Estado Investe 83 Milhões na Carris Metropolitana

No passado dia 17 de outubro, os presidentes das autarquias da Área Metropolitana de Lisboa (AML) reuniram-se para decidir o futuro dos transportes na região.

Durante a reunião, ficou estabelecida a criação da empresa Carris Metropolitana, que será responsável pelos meios de transporte públicos rodoviários dos 18 concelhos lisboetas e que estes funcionarão sob a mesma marca a partir de 2020.

Quanto aos passes sociais, estes não irão ultrapassar os 40€ mensais por pessoa e serão únicos, ou seja, os seus detentores poderão circular livremente em qualquer transporte público devido a um novo sistema de bilhética. As crianças até aos 12 anos estarão isentas de encargos com o passe e os títulos familiares não irão exceder os 80€ mensais.

Estas novas adaptações aos transportes na AML serão compostas por duas fases.

A primeira será o Passe Único, que entrará em vigor a partir do dia 1 de abril de 2019 e será financiado pelos municípios, com uma ajuda de 83 milhões de euros vinda do Estado.

A segunda fase ocorrerá a partir de janeiro de 2020, ano em que os autocarros da AML estarão completamente caracterizados com a cor da Carris Metropolitana, o amarelo.

Desta forma, a empresa pretende modernizar a sua frota com autocarros mais amigos do ambiente e com melhores condições para satisfazer, também, as necessidades dos utentes de mobilidade reduzida.

30 milhões de euros serão investidos pelos municípios no melhoramento do sistema de transportes da região, que também irá dispor de um novo mapa de rede, tendo como objetivo a ligação dos diferentes meios de transporte entre si, e também das ligações intra e intermunicipais.

Para quem já utiliza os cartões Viva, não há motivo para alarme, uma vez que os mesmos irão permanecer em funcionamento até ao final da sua data de validade.